22/01/2018
Escrito por:Juliana Silveira
De Carona com o Bomde – Paris

Um roteiro romântico feito por dois apaixonados

Seus cafés e restaurantes, sua gastronomia, arquitetura e monumentos, museus, suas ruas e avenidas… A capital francesa é encantadora em cada pedacinho e em todos os seus detalhes.

Charmosa e elegante, nada mais romântico do que uma viagem a dois a Paris: a cidade do amor. E se no roteiro tiver um pedido surpresa de casamento então? É praticamente cena de filme!

Sim, partimos De Carona com o apaixonado casal Sandro Fonseca e Thiago Brasa para a bela cidade luz. Uma viagem cheia de clássicos e carregada de amor. Vem, mon amour!

roteiro

Uma viagem dos sonhos De Carona pela romântica e charmosa Paris

Uma bela história de amor numa das cidades mais românticas do mundo!

O nosso De Carona em Paris tem cenário de cinema, paisagens inesquecíveis e um casal que disse SIM em plena viagem. Um roteiro clássico, daqueles difíceis de resistir e perfeito para se apaixonar. Viva aos grandes encontros da vida! ❤

em suspirar com a gente! Paris e a tour do amor de Sandro e Thiago.

LA VIE EN ROSE

Paris, vocês sabem, é a cidade do amor. Também é grande referência de arte e cultura do mundo ocidental. O Rio de Janeiro, cidade onde moramos, foi muito influenciado pela Belle Époque Francesa, então, queríamos mergulhar nesse universo.

Belle Époque – expressão francesa que significa bela época – foi um período de cultura cosmopolita na história da Europa que começou no fim do século XIX. Também designa o clima intelectual e artístico desse período. Uma época marcada por profundas transformações culturais que se traduziram em novos modos de pensar e viver o cotidiano. Fonte: Wikipedia

Mas a ideia de viajar para capital francesa foi, praticamente, do Thiago (podem chamá-lo de Brasa), porque ele queria fazer o pedido surpresa de casamento lá. ❤

Dança no Moulin Rouge (1890), de Henri de Toulouse-Lautrec

PARTIU, PARIS!

Fomos para a Cidade Luz no início do ano, em um período de muito frio. Inverno europeu não é fácil, porém, não pegamos neve nem muita chuva, o que melhora e muito a experiência com o frio.

Janeiro é um período com menos turistas na cidade, mas como estávamos em lugares turísticos, sempre encontrávamos pessoas que não eram de lá.

Mapeando

Fonte: Paris.net

Paris é dividida por esses ARR(s), os arrondissements, que organizam a cidade em regiões. Pelo final do número da rua você sabe em que ARR você está. O ideal é ficar até o 14º… 15º ARR, a partir daí fica um pouco mais distante dos principais pontos turísticos. Mas como toda a cidade é integrada por trem e metrô, não vemos muito problema em localização, pois lá o transporte funciona bem.

Paris fez parte de uma Eurotrip, onde visitamos outras cidades e países. Viemos de Bruxelas de trem e chegamos à noite na capital francesa.

roteiro Paris

Primeiro dia

Disney Paris

Passamos um dia inteiro na Disney Paris e super valeu a pena!

O complexo fica numa cidade planejada, localizada a 32 km do centro de Paris. A dica é comprar o ingresso online e que dê acesso aos dois parques: o parque com o castelo, mais voltado para o público infantil – o Parque Disneyland. E o parque dos filmes, com mais opções para nós, adultos – o Walt Disney Studios. Não se assustem com as filas dos brinquedos, elas costumam andar rápido e têm o tempo médio de espera na entrada de cada uma delas. Outra dica é usar o free pass, agendando um horário para determinados brinquedos, assim é possível fugir de algumas filas.

Segundo dia

Museu do Louvre

Museu do Louvre é fantástico!  A dica para o Louvre é comprar o ticket online e trocar o bilhete em um jornaleiro  próximo ao museu, dali ele já indica a entrada praticamente sem fila. Se deixar pra comprar na hora, você até pode economizar com as taxas do cartão, mas provavelmente irá enfrentar uma longa fila. Ah, e se prepare para gastar algumas horas por lá (tem muito pra ver).

A Galeries Lafayette é uma grande galeria em com inúmeras marcas de roupas, perfumes, maquiagens. Os valores são altos, mas você está em Paris não é mesmo? Vale a visita e a pausa para um café. Em determinados períodos do ano, eles fazem decorações temáticas incríveis. Quando fomos ainda era de Natal e estava lindo!

Igreja de La Madeleine

E para fechar os passeios do segundo dia, visitamos a Igreja de La Madeleine, em homenagem a Maria Madalena. Vale uma caminhada pela região, que tem diversas lojas de grife.

Restaurante La Cantine Du Troquet

Terminamos a noite jantando em um dos restaurantes La Cantine Du Troquet em Paris (recomendado pelo famoso Guia Michelin). Restaurante tipicamente francês, com uma culinária maravilhosa e preço para todos os gostos. O atendimento é ótimo! Super indicamos!

.

Terceiro dia – O grande dia

Torre Eiffel

Desde o primeiro dia, o Brasa vinha insistindo para que fôssemos à Torre Eiffel, mas como sou muito metódico, não queria “furar” o roteiro. Por esse motivo começamos indo à Disney e somente no terceiro dia de Paris fomos ao símbolo maior da cidade. Confesso que a insistência dele para irmos à Torre estava me deixando desconfiado, mas nem me passou pela cabeça que ele poderia fazer qualquer coisa.

Ao chegarmos próximo ao monumento, no Trocadero especificamente, parecia que ele queria me posicionar em um lugar especial rsrs e da maneira dele, todo meio sem jeito, começou a dizer o que sente por mim e foi ficando nervoso, tentando tirar do bolso a caixa com o anel.

Daí já matei tudo! Acelerado e ansioso como sou, já ajudei ele a desenvolver o discurso e pegar o anel. E foi assim, no símbolo maior da cidade e talvez o mais o românico, pelo menos para mim, que fui pedido em casamento. Clichê? Talvez, mas com certeza inesquecível. Foi lindo! Não troco esse dia por nada!

Depois, foi receber parabéns de pessoas estranhas e muitas fotos! ❤ ❤ ❤

TrocaderoO Trocadero é o lugar com a melhor vista para a Torre Eiffel, de onde tiramos as fotos e onde eu fui pedido em casamento. Quer foto incrível da Torre? É aqui!

Arco do Triunfo

Para mim (Sandro), este é o monumento mais bonito da cidade. O Arco do Triunfo é uma obra do império de Napoleão Bonaparte, dedicado ao Exército Imperial. Conta a história de diversas batalhas que ocorreram em solo Francês e a vista, sem dúvida nenhuma, é a mais bonita da cidade. Com vista para a Torre Eiffel, dá pra ver todo o recorte da cidade em torno do monumento. Espetáculo!

Chez Félicie

Jantamos no Chez Félicie que, segundo o garçom, é especializado em Steak Tartare (famoso prato francês de carne bovina crua).  A nossa opinião? De fato, era maravilhoso!

Dica dos Viajantes: Explore a culinária francesa que é maravilhosa, mas se tiver na vibe de gastar menos, use e abuse dos restaurantes italianos, que são ótimos e baratos.

Quarto dia

Palácio de Versalhes

versalhes

Escolha um período do dia para visitar, seja manhã ou tarde, porque além da visita ser longa, o palácio é um pouco mais distante do centro de Paris. O local é de uma beleza absurda, mas o destaque vai, com certeza, para o jardim imenso que tem logo atrás.

Jardim de Luxemburgo

Jardim de Luxemburgo

No boulevard Saint Michel, a rua Vaugirard e a rua Notre Dame des Champs, Luxemburgo se apresenta como um imenso canteiro com flores, árvores, lagos e praças. Um grande parque, onde parisienses costumam pegar sol. O que não foi o nosso caso, devido ao frio. Locais também costumam correr e jogar tênis por lá mesmo nos dias mais gelados. O patrimônio arquitetural do jardim é impressionante, a começar pelo Palácio do Luxemburgo, hoje o Senado Francês.

Quinto dia

Catedral de Notre-Dame

O custo para visitar a Catedral de Notre-Dame é de zero Euros, ou seja, não paga para conhecer. E não se preocupe, a fila para entrar anda super rápido. A arquitetura é fantástica! É bom combinar esse passeio com o do barco que pega próximo à Torre Eiffel.

Basílica de Sacré Cœur

Também não paga para entrar na Basílica de Sacré Cœur ou Igreja do Sagrado Coração. A dica é deixar para visitar a igreja no mesmo dia do Moulin Rouge, devido à proximidade. No caminho para a basílica você passa por lojas que vendem roupas super baratas, além da loja Lindt (de chocolates) também super em conta. E pra completar, um visual maravilhoso de Paris lá de cima. Vale demais!

Moulin Rouge

A gente deu um de turista e só tiramos fotos na frente, mas a casa tem diversos espetáculos com jantares. Se você estiver com tempo e disposto a gastar um pouco mais, vale a pena.

Café des Deux Moulins

No caminho do Moulin Rouge, de quem vem da igreja do Sagrado Coração e vice-versa, fica o famoso Café des Deux Moulins ou o café do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. O café é super bonitinho e tem um pôster bem grande do longa estrelado pela Audrey Tautou. O atendimento é bem “parisiense”, mas vale pela atmosfera.

Quem aí se inspirou e já tá olhando pacotes de viagens para “la belle Paris”? ❤

Que tour e história, hein. Felicidades ao casal!

Au revouir, quero dizer, até o próximo De Carona. 😉