14/07/2016
Escrito por:Juliana Silveira
Dicas do que fazer em São Paulo por insiders

Apaixonados por SP dão dicas para você curtir a cidade bem além do básico

São Paulo é o tipo de cidade que você pode voltar quantas vezes quiser, e sempre terá algo interessante, diferente ou novo pra fazer.

Passeios ao ar livre, exposições, festas, shows, arquitetura, gastronomia…  Sampa não para! Quanto mais você volta, mais íntimo fica. E quanto mais conhece, melhor!

Pensando em quem quer mudar de vez o título de simples visitante para paulistano honorário, selecionamos essas dicas de verdadeiros apaixonados pela cidade pra você.

Não se contente com o básico, São Paulo guarda surpresas e lugares incríveis pra você

Se alguém lhe pedir dicas do que fazer em São Paulo, você vai responder:

(A) Passeio de bike no Parque Ibirapuera

(B) Caminhada na Av. Paulista

(C) Happy hour na Vila Madalena

Tudo bem. Todas as opções acima são válidas e legais, afinal, esses são passeios clássicos e optando por qualquer um deles, não tem como errar. Porém, nossas dicas vão levar você além do básico, do trend, do tradicional. Explorar é preciso, então, vem com o Bomde.

→ RESPIRANDO ARTE

A capital paulista tem muitos museus. Grandes mostras, fixas ou itinerantes, sempre rolam por lá. Pinacoteca, Museu de Arte Moderna, Museu de Arte Contemporânea, Museu da Imagem e do Som, Museu da Língua Portuguesa, Museu do Futebol, Museu de Arte de São Paulo são alguns deles.

Quer curtir exposições e também aproveitar pra fazer um piquenique ou apenas estender a canga pra ler um livro? A dica é o Museu da Imigração, na Mooca. O jardim tem plantas incríveis e belas árvores, como as figueiras com mais de 50 anos. Algumas pessoas escolhem o local para prática de Yoga. E programações com música, teatro e dança costumam acontecer no gramado. 🙂

Para mergulhar com tudo na história e cultura afro-brasileira, o Museu Afro Brasil é o primeiro do gênero no país. A ideia do museu é valorizar, preservar e divulgar a cultura que é parte importante da identidade nacional. Exposições permanentes e temporárias, manifestações artísticas, cursos, palestras e workshops fazem parte da programação. Seis mil obras e uma biblioteca com 12 mil livros de muita cultura. Super programa! Vale a pena!

E pra galera mais high-tech, o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE), um dos mais importantes da América Latina, é uma dica imperdível.

→ HORA DO CHÁ

Tem algo mais paulistano que um bom pãozinho na chapa com café? Tem. Apreciar um belo chá da tarde é tão paulistano quanto londrino. E pra saborear a bebida num lugar especialista, vá ao The Gourmet Tea. São 5 lojas no total, com 35 sabores no menu e caixinhas super coloridas que deixam o ambiente muito alto-astral.

Da rede alemã Tee Gschwendner, A Loja do Chá também oferece muitas variedades de ervas asiáticas, sendo que 37 são para degustar na hora e mais ou menos 200 para levar pra casa. Pra quem curte, garantimos: não dá vontade de sair de lá. A loja fica no bairro Jardim Paulistano.

→ COZINHA DOS DEUSES

Um pedaço de Mikonos em plena esquina da Alameda Lorena com a Rua Peixoto Gomide. Assim é o mix de restaurante e bar Kouzina. Na porta, a enorme bandeira da Grécia já entrega a experiência que este lugar oferece. No cardápio, o melhor da cozinha mediterrânea a um preço justo. Os drinks são uma atração à parte, com destaque para o Aperol Spritz, bebida cítrica, muito refrescante e já consagrada na Europa. Essa mega dica é do nosso amigo Fernando Luis Cardoso, jornalista paulista, que adora explorar a cidade para fugir do estresse e se entregar à diversão.

→ O JAPÃO É AQUI

São Paulo tem uma das maiores comunidades japonesas fora do Japão. Estar no bairro Liberdade e experimentar a culinária autêntica faz você entender o quão cosmopolita essa cidade é. E pra saborear o melhor da gastronomia samurai, corra para o restaurante Ban. A casa é bem tradicional e segue de maneira fiel as receitas do Japão. Dentre as opções do cardápio, destaque para o Yosenabe, que é composto por camarões, lulas, peixe fresco, folhas de acelga, shitake, shimeji e tofu imersos num caldo de peixe temperado com nabo, limão e pimenta dedo-de-moça. Pra quem quer experimentar o japonês de verdade, é aqui. Arigatô!

→ PAIXÃO LATINO-AMERICANA

“Eu fui no La Guapa, dos Jardins, no final de junho e ainda não me recuperei. Sério, é surreal! Que delicioso!” O depoimento apaixonado é da Elisa Wanderley, uma amiga do Bomde que tem a gastronomia como guia de viagem. No menu, quem ganhou o coração da Elisa foi o suco de hibisco (super saboroso), o sorvete de doce de leite (muiiiito bom), o tableton (é de outro mundo) e as empanadas (que são viciantes). Além das maravilhas do cardápio, ela também é fã da dona do café, a cozinheira argentina Paola Carosella, que faz tudo com muita dedicação e amor. Super dica!  😀

→ QUEM QUER PÃO

Antes que a Elisa escapasse da gente e partisse para a próxima refeição (risos), pedimos mais uma dica gourmet (sua especialidade) na cidade. Outro lugar favorito é a padaria Julice Boulangère, em Pinheiros. Tem pão para todos os gostos: mini baguete orgânico, pão de linhaça com castanhas, croissant, pão de nozes e passas, pão australiano, brioche de laranja com chocolate… São mais de 180 tipos de pães diferentes, todos feitos através de fermentação natural.

→ FEIRA DE ANTIGUIDADES

A super dica pra quem curte passeios ao ar livre e feiras vintage vem de um cara super viajado, cosmopolita e cheio de bom gosto. O francês Patrick Vaysse, atualmente morando no Brasil, quando está em São Paulo adora passear aos sábados na Feira da Praça Benedito Calixto, no Jardim Paulista. A praça é uma excelente oportunidade para encontrar alguns vestígios do passado e um verdadeiro mercado de antiquários ao ar livre. Outro achado por lá é o restaurante de comida mineira. Muito bom! Palavras do Patrick. 😀

→ HAPPY HOUR + BALADINHA

Pra quem gosta de uma nostalgia, que tal voltar à Av. Paulista dos anos 50? O irresistível Riviera Bar e Restaurante é perfeito pra isso. Inaugurado em 1949, foi recentemente reaberto pelo famoso chef Alex Atala. No térreo, um bar balcão e drinks sofisticados. No 2º andar, um restaurante todo de vidro, perfeito para um jantar mais romântico.

Já pensou em curtir uma festa em meio a trilhos de vagões de trem abandonados? Em Sampa você pode. Na Mooca, tradicional bairro da Zona Leste, fica o espaço cultural Nos Trilhos. Um pouco inusitado e muito divertido, o lugar recebe festas exclusivas, exposições e vários eventos culturais.

Ó: tanto o Riviera quanto o Nos Trilhos tem selo de qualidade aprovados pelo nosso guia especial, Fernando. Dica quente! 🙂

Quer saber o que tá bombando entre os paulistas na Vila Madalena? O bar High Line, inspirado no famoso parque suspenso de Nova Iorque homônimo. É um complexo de arte, música, gastronomia e alta coquetelaria. Clima super cool com lounge, deck e rooftop.

O Veloso Bar é, definitivamente, o melhor lugar de São Paulo para comer uma coxinha de frango com uma caipirinha de tangerina com pimenta. A dica aqui é: tem fila, mas vale a pena. Nosso amigo francês garante!

→ TUDO JUNTO E MISTURADO

Não é museu, mas tem arte. Não é bar, mas tem música. Não é cafeteria, mas tem café. Um prédio inteiramente dedicado às expressões da cultura contemporânea. O Red Bull Station, localizado em um edifício de 1926 tombado como patrimônio histórico, desde 2013 é um espaço que abriga programas que misturam diferentes expressões culturais: residências artísticas, estúdio de música, palestras, workshops, exibições de filmes e shows. Ah, e uma cafeteria, porque ninguém é de ferro, né? A entrada é gratuita, sinta-se à vontade. 😀

Viu como São Paulo pode ser super diferente?!

Clique aqui e confira os hotéis recomendados pelo O Bom de Viajar, escolha o seu e reserve aqui mesmo de forma rápida e segura.

Volte quantas vezes quiser. Garantimos que a Terra da Garoa vai sempre te surpreender. 😀