19/02/2016
Escrito por:Juliana Silveira
Inhotim: o maior museu a céu aberto do mundo

Conheça esse paraíso em Minas Gerais, onde se respira arte e natureza

Conteúdo atualizado em 24 de agosto de 2018.

Tudo o que você respira por lá é arte. E tudo o que você vê é natureza.

Nos 400 hectares do majestoso Instituto Cultural Inhotim, em Brumadinho, Minas Gerais, beleza natural e obra de arte se fundem o tempo todo, formando o maior museu a céu aberto do mundo.

Disponível desde 2006 para visitação pública, o museu, idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz, é uma ótima opção de turismo em Minas gerais, atraindo visitantes de diferentes origens o ano inteiro.

E não é pra menos! Inhotim possui 19 galerias com exposições permanentes e outras com exibições rotativas, que compõem um dos maiores acervos de arte contemporânea do país e um dos mais importantes do mundo. Para nós, motivo de orgulho verde-amarelo. ??

O encontro das obras de artistas nacionais e internacionais, com a fabulosa coleção botânica de espécies raras de todos os continentes, faz de Inhotim um paraíso cultural e ambiental no bucólico Vale do Paraopeba.

Sem dúvidas, uma das maiores experiências para quem curte turismo ambiental e arte moderna. ?

Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo, fica aqui no Brasil

Além de apreciar as obras do museu e passear pelos belos jardins planejados por Roberto Burle Marx, Inhotim oferece uma mega infraestrutura para receber seus visitantes. Restaurantes, lanchonetes, lojas e guias fazem parte do complexo e tornam a experiência completa, tranquila e muito fácil, fazendo do museu uma das opções mais bacanas de turismo em Minas Gerais.

Caminhar pelo parque é uma ótima opção e deve fazer parte do seu passeio. Uma boa dica é pegar um mapa na recepção do museu e ir desvendando as obras ao ar livre com calma. ? Se você quiser aproveitar seu dia ao máximo e descobrir as diversas possibilidades do que fazer em Inhotim, é muito importante traçar um roteiro antes, planejando quais obras e galerias você pretende ver e interagir. Essa pode ser a garantia de aproveitar bem a sua visita!

Foto: Elisa Wanderley e Felipe Soares

@marcioconde

@pbalfonso

@pbalfonso

@otavioandrade

@otavioandrade

@omanuelsa

@omanuelsa

COMO CHEGAR EM INHOTIM?

O museu fica bem pertinho de Belo Horizonte (são cerca de 60 km de distância da capital mineira) e há várias opções para tornar sua viagem para Inhotim bem tranquila.

A empresa Saritur faz a rota BH – Inhotim.

Para conferir os valores do trecho e mais informações, clique aqui.

A empresa Belvitur oferece o serviço, também com saída de BH.

Você pode comprar seu transfer diretamente no site da operadora, assim como conferir mais informações.

Para que prefere viajar de carro, pode traçar a rota pelo simulador do site do museu.

Veja como aqui.

@trindadethings

@trindadethings

Foto: Elisa Wanderley e Felipe Soares

Foto: Elisa Wanderley e Felipe Soares

@greicedrumond

@greicedrumond

@rewitch

@rewitch

QUANTO CUSTA A ENTRADA NO MUSEU?

Terça, quinta, sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 44,00 (inteira)

Quarta-feira (exceto feriado): entrada gratuita

Crianças de até 5 anos e participantes do programa “Amigos do Inhotim” não pagam. Para informações sobre meia-entrada, clique aqui.

Valores consultados em agosto de 2018.

Importante: o Instituto não abre às segundas-feiras.

O museu aceita dinheiro e cartões de crédito, e no site você confere todas as bandeiras aceitas. A compra do ingresso pode ser feita no local ou online, de forma antecipada.

@brunalimast

@brunalimast

PARA CURTIR INHOTIM

Com uma imensa área de visitação, o parque possui um serviço de transporte interno com carrinhos elétricos. São duas rotas: uma pré-determinada e a outra com um transporte exclusivo (contrato privado para grupo fechado de pessoas). Mas, para curtir melhor a paisagem e as belezas naturais, o ideal mesmo é fazer o passeio a pé e com tempo de sobra. ?

Outra mordomia de lá são as visitas guiadas. Elas são feitas pelos professores da escola Inhotim, que compartilham seus conhecimentos sobre o local, incluindo informações sobre os acervos e sobre botânica.

E tem mais?

Tem!

Inhotim Escola é uma plataforma de atividades dedicadas à formação em arte e meio ambiente, por meio de workshops, seminários e outros eventos, que envolvem a comunidade e reforça a importância social da instituição. Demais, né?

Em novembro do ano passado, foi inaugurada a 19ª galeria permanente do museu, dedicada ao trabalho da fotógrafa Claudia Andujar, nascida na Suíça e radicada no Brasil desde a década de 1950. O acervo conta com as imagens do povo indígena Yanomami e da Amazônia brasileira. Vale a pena conferir!

Claudia Andujar. Foto: William Gomes

Claudia Andujar. Foto: William Gomes

@marcioconde

@marcioconde

@paula_schlindwein

@paula_schlindwein

BOMDE + VOCÊ = ❤

Parte das fotos que ilustram esta matéria são dos queridos Elisa Wanderley e Felipe Soares. Elisa e Felipe são viajantes por natureza e estão sempre nos acompanhando aqui no Bomde. Eles estiveram em Inhotim e nos ajudaram com imagens incríveis do museu.

E você, tem alguma dica ou foto bem bacana da sua última viagem? Compartilhe com a gente, utilizando a #obomdeviajar no Instagram. Vamos amar! ❤

E nesse clima, cheio de alto astral e boa energia, chegamos ao fim da nossa aventura na terra das artes e da natureza.

O Bom de Viajar adverte: Inhotim é um daqueles destinos que devem entrar na sua lista de viagem pra ontem. Exuberância define este lugar mágico e cheio de vida. Nós garantimos!